©2019 by Editora Terreno Estranho. Proudly created with Wix.com

Escrito nos anos 1980 e publicado originalmente uma década depois, Jrnls80s relata o período underground da história da banda Sonic Youth. O guitarrista Lee Ranaldo mistura anotações típicas de um diário de estrada com poemas, cartas, letras e divagações. Às vezes mais direto, às vezes mais experimental (como um disco do Sonic Youth), o livro abre portas para conhecer outras facetas do artista e alguns aspectos da sua vida pessoal.

 

Jrnls80s: poemas, letras, cartas, anotações e cartões-postais dos primeiros anos

REF: 9788594260000
R$ 54,00 Preço normal
R$ 35,10Preço promocional
  • Esqueça o glamour que veio após o estouro do grunge e que colaborou para a ascensão mundial do Sonic Youth: o período abordado no livro coincide com a fase mais underground da banda, durante as primeiras turnês, rodando os EUA (e o mundo) em furgões usados, dormindo em casas de amigos e dividindo o palco com nomes como Dinosaur Jr., fIREHOSE e Big Black. A abrangência é exatamente de uma década: a primeira anotação do diário é de 1980 e o livro termina em julho de 1989, alguns meses depois do lançamento do álbum Daydream Nation e menos de um ano antes de Goo.

     

    Além dos relatos dos shows, da estrada e do cotidiano da banda em turnê (e também em estúdio), Jrnls80s apresenta outras facetas do músico, por meio de muitos poemas, letras e certos aspectos da sua visão artística (como, por exemplo, com o rascunho de um projeto de instalação para uma galeria de arte). Como é de se esperar de um diário, a vida pessoal também é revelada: cartões-postais enviados para amigos são transcritos no livro, além de cartas para o filho, memórias de infância e outros detalhes que permitem que o leitor tenha contato com um lado até então desconhecido do artista.

     

    A edição brasileira traz uma introdução inédita escrita por Lee Ranaldo, além de um prefácio assinado por Amanda Mont’Alvão e Vinicius Castro, do site Sounds Like Us. No apêndice, Fabio Massari abre o baú da memória para relembrar o primeiro show do Sonic Youth que ele assistiu, em 1987.

     

    Parafraseando o prefácio da obra, “Jrnls80s é um convite a uma viagem ao lado de um dos maiores representantes da música alternativa. Uma excursão com destinos públicos, mas também íntimos. Uma aproximação imaginária de universos admirados”.